10 livros da Kalandraka para os mais pequenos: Parte 1
Histórias e ilustrações da Kalandraka que vai adorar.

Por Rodrigo Ferrão.

Na hora de escolher um livro infantil falta-lhe criatividade para seleccionar grandes histórias? Escolhemos dez títulos da Kalandraka, para toda a família. Deixe-se conduzir pelas ilustrações e narrativas de cada uma delas, verdadeiras viagens pelo mundo dos sonhos.

Chico-Chorão, de Maurice Sendak

«Quando Chico-Chorão fez um ano, não houve festa. (A família riu-se e franziu a testa.) O segundo ano, o terceiro e o quarto foram propositadamente esquecidos. E o quinto, sexto e sétimo, nem sequer referidos. Mas eis que Chico-Chorão completou os oito…»

Ao jeito dos livros de Sendak, a sensação que passa é ser uma história para adulto, com uma moral cuidada que deve ser explicada e contada cuidadosamente às crianças, com ajuda na interpretação. Com figuras grosseiras e vários símbolos, a história tem um fundo triste. No entanto, tudo termina bem e o porco Chico-Chorão tem motivos para ser  feliz. 
A tradução é muito bem conseguida, num texto em rima. É mais um grande trabalho da Carla Maia de Almeida nesta área dos livros infantis.

O nascimento do Dragão, de Marie Sellier, com  ilustrações de Catherine Louis e caligrafia de Wang Fei

Este livro é um excelente trabalho a 3 mãos. A história, caligrafia e selos são de Wang Fei, os textos de Marie Sellier e as ilustrações de Catherine Louis. Lançado pela Kalandraka, este pequeno tesouro traz um desdobrável que explica a técnica dos ideogramas e da escrita chinesa às crianças (e adultos, claro).

Toda a narrativa é à volta da figura mitológica do dragão, figura muito amada na China e que deixa qualquer pequenino fascinado. Se por cá associamos a figura a uma besta assustadora, na Ásia significa paz. E, página a página, vamos percebendo que o seu corpo é a união de vários animais que o compõe, até atingir aquela dimensão.

«Decidiram então criar
um animal que protegesse
todos os homens em simultâneo:
um animal ágil como o peixe,
livre como o pássaro,
rápido como o cavalo,
astuto como a serpente
e forte como o búfalo.»

Folheie e descubra a poesia, os símbolos e caligrafia que traduzem o texto. Esta é uma excelente história para leitura acompanhada, crianças nos seus 6 / 8 anos. O exercício ideal para explicar as diferenças entre o nosso alfabeto e o Chinês, a lógica da simbologia, a introdução do tema das diferenças culturais entre os continentes, com o objetivo de alargar o horizonte e enquadrar a explicação das crenças e mitologia.

Segredos na Floresta, de Jimmy Liao

«…Uma tarde de quarta-feira, o vento soprava enquanto eu dormia… As cortinas brancas flutuavam levemente. O Coelho Felpudo tinha chegado e assobiava-me do lado de fora da janela.»

Jimmy Liao, conceituado ilustrador e contador de histórias, natural de Taiwan, traz-nos Segredos na Floresta, uma ode ao imaginário da infância. Quando a nossa mãe saía do quarto e tudo ficava escuro, nem sempre habitavam monstros terríveis. O Coelho Felpudo é a personagem que percorre a natureza dos sonhos e desmistifica tudo um pouco, ao longo da narrativa. Um livro que viaja pelas jornadas longínquas das camadas mais profundas da consciência.

Leitura para refletir um pouco, convide uma criança a fazê-lo consigo, pois vai ter muito para conversar.

Uma cova é para escavar, de Ruth Krauss, com ilustrações de Maurice Sendak

«Os cães são para dar beijos às pessoas. As mãos dão-se umas às outras. Levantas o braço quando queres falar. Uma cova é para escavar.»

Esta história demonstra as várias funções das coisas, ilustrando diferentes situações e para que servem. Com desenhos do genial Maurice Sendak, Ruth Krauss escreve as suas primeiras explicações para tudo, num tom apropriado às crianças. Percebemos para que serve uma cova, um irmão, o puré de batata e, já no final, para que servem os livros. 

Uma narrativa cheia de pequenos pensamentos positivos, com vários momentos de humor (no texto e desenho) e alguns toques de ternura.

Inventário dos Frutos e Legumes, de Virginie Aladjidi, com ilustrações de Emmanuelle Tchoukriel

Este álbum de capa dura, da chancela Faktoria K de Livros, reúne uma centena de plantas comestíveis, com o objetivo de realçar a biodiversidade, a sustentabilidade e a alimentação saudável.

Nos textos de Virginie Aladjidi vamos vendo uma espécie de ficha técnica de cada desenho, seguindo o nome (também em latim) e uma breve descrição com curiosidades. Nas ilustrações de Emmanuelle Tchoukriel podemos ir vendo, com imenso pormenor e detalhe, todos os frutos e legumes que são destacados no livro. Como extra, alguns animais pululam pelas páginas, para completar uma espécie de fábula da natureza.

Com ilustrações clássicas e descrições cuidadas, este álbum é uma excelente oportunidade de falar sobre a natureza e a alimentação com os seus filhos.

Gostou das nossas recomendações? Deixe-nos a sua opinião nos comentários e aproveite para ver a Parte 1 deste artigo, para mais livros da Kalandraka.

Se quiser conhecer outros artigos do euleioemcasa.pt, subscreva a nossa newsletter. Não se preocupe. Não o vamos maçar todos os dias.