© Max Berger | Unsplash

Com o fim do confinamento, o Teatro Viriato resolveu encorajar o exercício imaginário de construir mundos possíveis e apresenta todas as segundas-feiras Gráficos Da Cidade e das Coisas, do escritor Gonçalo M. Tavares. 

São registos detalhados das batidas dos corações dos vizinhos, quadros que revelam a tensão dos objetos que respiram as dores humanas, esquemas ilustrativos da gratidão das plantas ou de utilizações alternativas para gelo perdido no frigorífico ou drones nas mãos de senhoras mais velhinhas.

Esta criação começa com um conjunto de gráficos e irá evoluir para outras formas de tradução e expressão da obra de Gonçalo M. Tavares culminando num espetáculo final em 2021. 

Pode acompanhar esta obra em evolução, até julho, no blogue do teatro de Viseu, Sala de Ensaios, que é um espaço de partilha entre o teatro, os artistas e o público. 

Os primeiros gráficos ficcionados de Gonçalo M. Tavares são gratuitos. Para aceder aos restantes deverá inscrever-se pelo endereço bilheteira@teatroviriato.com.

Este artigo do Ípsilon conta-lhe mais sobre a criação do autor.

***

Se quiser conhecer outros artigos do euleioemcasa.pt, subscreva a nossa newsletter. Não se preocupe. Não o vamos maçar todos os dias.