Ingenuidade Inocência Ignorância, da oratura para o papel
Um livro e audiolivro com música para quem gosta de poesia.

Ingenuidade Inocência Ignorância, o livro e audiolivro de estreia da poeta e performer de poetry slam raquellima, compila 24 poemas selecionados de uma década de escrita.

Raquellima é poeta, performer e arte-educadora. Em Ingenuidade Inocência Ignorância regista, para memória futura, parte de um percurso de dez anos (2009-2019) de poesia essencialmente oral, movimento que a levou a mais de uma dezena de países na Europa, América do Sul e África. 

Durante esse período, apresentou o seu trabalho em eventos de literatura, narração oral, poetry slam, spokenword, performance e música. 

A transdisciplinaridade com que aborda arte, memória e sociedade, atenta às desigualdades sociais e aliada a uma vontade de encontrar e compreender as suas raízes angolanas, santomenses, senegalesas e brasileiras, levou-a a regressar aos estudos, onde desenvolve uma investigação focada na oratura e escravatura em São Tomé e Príncipe, no Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra.

O áudio que acompanha o livro tem 11 dos mencionados poemas na voz de raquellima, acompanhada pela música do suazilandês Yaw Tembe (trompete, eletrónica e balafon).

Ingenuidade Inocência Ignorância, co-edição da BOCA e da Animal Sentimental, tem prefácio da escritora brasileira e editora da Kwanza Produções, Cidinha da Silva e posfácio de Marta Lança, fundadora do site Buala.

Se quiser conhecer outros artigos do euleioemcasa.pt, subscreva a nossa newsletter. Não se preocupe. Não o vamos maçar todos os dias.