Livros para a quarentena #3, por Nélson Nunes
Uma lista de cinco livros sugerida por Nelson Nunes.

A Carne, Rosa Montero

Será a idade uma inevitabilidade de decadência? Será que a sexualidade, o amor e o fulgor da vida sobrevivem ao passar dos anos, ou terão os mais velhos de se resignar ao facto de não poderem já ser aquilo que foram na flor da idade? Num registo fluido e extraordinariamente divertido, Rosa Montero leva-nos aos dias de Soledad, uma mulher de cerca de 60 anos que conhecemos no preciso momento em que contrata um gigolô para ir à ópera, com o intuito de fazer ciúmes ao ex-namorado que a abandonou. A Carne é uma edição da Porto Editora.

Letters from an Astrophysicist, Neil deGrasse Tyson

Numa época em que a ciência é cada vez mais descredibilizada por líderes iludidos e insanos, é uma bênção termos divulgadores científicos que no-la descodificam e explicam como quem ensina a um garoto de seis anos como se formam as nuvens. E se os anos 70 e 80 tiveram Carl Sagan, e os anos 2000 e 2010 tiveram Stephen Hawking e Bill Nye, a tocha olímpica da comunicação científica é agora carregada por Neil deGrasse Tyson, o senhor Cosmos 2.0. Qualquer livro, qualquer vídeo, qualquer episódio de podcast em que este senhor é protagonista é merecedor de atenção. Letters from an Astrophysicist ainda não tem tradução em português, mas há outros títulos do autor publicados pela Gradiva e pela Desassossego.

Discursos, Mark Twain

Arrisco dizer que, para cada coisa que nos acontece na vida, há uma citação de Mark Twain que se lhe adequa. E muitas dessas citações podem ser encontradas nos seus discursos, que tinham tanto de profundo quanto de hilariante. Por isso, se quiserem ler ideias arejadas vindas diretamente do século XIX (e ainda dos inícios do século XX), espreitem esta edição da Tinta-da-China.

This Is a Call, Paul Brannigan

É difícil listar as lendas do rock contemporâneo sem falar deste rapaz da Virgínia que, durante a infância, se deitava no jardim da sua casa e rezava para que aliens o levassem dali para fora. (É por isso que, daí a muitos anos, deu o nome de Roswell à sua editora discográfica.) Dave Grohl não é só o monstro que lidera os Foo Fighters. O caminho até aqui foi longo e duro. Viveu sem um tusto no bolso, alcançou fama mundial como baterista de uma das bandas mais gloriosas do século XX e sobreviveu ao suicídio de um dos seus melhores amigos entre tantos e tantos pináculos e pontos profundos de uma vida pejada de grandes momentos. This Is a Call não tem, ainda, tradução portuguesa. Mas devia.

Dentro do Segredo, José Luís Peixoto

É díficil escolher um favorito entre as obras de um dos mais brilhantes escritores vivos de Portugal. Poderia falar do negrume esmagador de A Casa na Escuridão ou do Morreste-me, um livro que deve ser lido de um jorro, mas creio que Dentro do Segredo é a obra incontornável de Peixoto. Este relato dos dias que passou na Coreia do Norte é um retrato vívido sobre o que é viver dentro da ditadura mais tenebrosa (e misteriosa) do globo. Dentro do Segredo é uma edição da Quetzal.

O autor

Nelson Nunes é escritor. Autor de livros como Preciosa (Planeta, 2019), Quem Vamos Queimar Hoje? (Vogais e Companhia, 2018), Isto Não é Um Livro de Receitas (Vogais e Companhia, 2017), Com o Humor Não se Brinca (Vogais e Companhia, 2016) e Quando a Bola Não Entra (2015), começou pelo jornalismo na revista Focus, tendo passado pela investigação académica na Universidade Católica Portuguesa e pela assessoria de imprensa no Sindicato dos Jogadores Profissionais de Futebol. Hoje é criativo na agência de storytelling True Stories.

Se quiser conhecer outros artigos do euleioemcasa.pt, subscreva a nossa newsletter. Não se preocupe. Não o vamos maçar todos os dias.