Livros para a quarentena #3, por Nélson Nunes
Uma lista de cinco livros sugerida por Nelson Nunes.

Born a Crime, Trevor Noah

Querem uma extraordinária biografia de um humorista? Tomem esta, ficam muitíssimo bem servidos.

Born a Crime tem edição portuguesa da Tinta-da-China.

Uma Mentira Mil Vezes Repetida, Manuel Jorge Marmelo

Não se fala nele tanto quanto seria justo, mas é dos escritores mais intrigantes da cena literária em Portugal. Se puderem, espreitem qualquer coisa do Manuel Jorge Marmelo. Este, para mim, é o melhor.

O Complexo de Portnoy, Philip Roth

Se quiserem descobrir o génio do senhor Roth, está aqui uma bela porta de entrada.

O Demónio da Depressão, Andrew Solomon

Em tempos de ansiedades e depressões que são fruta da época, talvez seja giro ler mais sobre a doença mais silenciosa que nos assola.

Scar Tissue, Anthony Kiedis e Larry Sloman

À boa moda antiga, a história do vocalista dos Red Hot Chili Peppers está pejada de sexo, drogas e rock. Mas à séria. Em doses cavalares. O que faz com que esta autobiografia seja de uma loucura tão absurda que, às vezes, damos por nós a tentar perceber como é que este cavalheiro ainda está vivo e cheio de pica.

É definitivamente uma das melhores biografias de músicos que já li.

Ainda não tem tradução portuguesa.

O autor

Nelson Nunes é escritor. Autor de livros como Preciosa (Planeta, 2019), Quem Vamos Queimar Hoje? (Vogais e Companhia, 2018), Isto Não é Um Livro de Receitas (Vogais e Companhia, 2017), Com o Humor Não se Brinca (Vogais e Companhia, 2016) e Quando a Bola Não Entra (2015), começou pelo jornalismo na revista Focus, tendo passado pela investigação académica na Universidade Católica Portuguesa e pela assessoria de imprensa no Sindicato dos Jogadores Profissionais de Futebol. Hoje é criativo na agência de storytelling True Stories.

Se quiser conhecer outros artigos do euleioemcasa.pt, subscreva a nossa newsletter. Não se preocupe. Não o vamos maçar todos os dias.